Doinn interviews -The City Concierge

No Dia de Ação de Graças lançámos a iniciativa de entrevistar alguns dos nossos clientes, para partilhar com a nossa comunidade os diferentes pontos de vista e a gestão durante esta crise.

E que melhor forma de começar do que com The City Concierge?
Iniciou a atividade no verão de 2014 e é daquelas equipas com quem é um prazer trabalhar, porque se sente que eles conhecem perfeitamente as decisões que estão a tomar e que analisam ao milímetro cada informação registada.

A gerir perto de 850 casas entre Lisboa, Porto e Algarve, The City Concierge é um dos maiores gestores do país, com taxas de ocupação superiores a 80% (anualmente!) antes da pandemia.

O Coronavírus ditou um abril e um maio com taxas de apenas 25% mas conseguiram alcançar 75% de ocupação no verão (🙌 Parabéns!). Sem poder especificar percentagens no momento desta entrevista, confirmam que estes últimos meses estão a ser muito inferiores em relação a 2019.

Doinn: No Vosso entender, qual foi a consequência mais imediata da pandemia?

The City Concierge: Foi a quebra drástica na área do alojamento (entre outras) que ocorreu num período delicado para as empresas desta área,  pois ocorreu quando estávamos a sair da época baixa. Foi necessário agir rapidamente para nos adaptarmos à situação e definir um plano num cenário de muitas incertezas.

Ao longo dos últimos meses temos assistido a várias empresas da área (direta ou indiretamente) a sofrer com essas consequências e em alguns casos tiveram de optar mesmo pelo encerramento.

Vivemos agora numa realidade diferente, com uma procura muito menor de turismo e a valores inferiores aos anos anteriores. Foi portanto necessário nos adaptarmos a esta nova realidade e conseguirmos operar dentro deste cenário.

Em termos do nosso roadmap, tivemos de colocar em standby uma expansão para Espanha que estava a ser preparada desde o final do ano passado e iria acontecer este ano.

Esperamos que possa ser retomada em 2021.

Doinn: Isso nós esperamos também! Estamos aqui para vocês de braços abertos.

Que medidas tomaram para manter o negócio ativo?

The City Concierge: Em termos operacionais houve uma reestruturação da nossa operação, de forma a estarmos menos expostos a potenciais riscos associados a novas vagas de Covid.

Mantivemos o nível dos serviços que já praticávamos, com as respetivas adaptações às regras de segurança para prevenção do Covid e adicionamos alguns serviços adicionais vocacionados para estadias mais longas e para estadias relacionadas com isolamentos profiláticos.

Em termos de tipo de estadia e de hóspede houve mudanças naturais. Aumentou o turismo nacional que era habitualmente raro, assim como as estadias mais longas de profissionais. Nesse sentido houve uma adaptação do nosso marketing, que era normalmente mais focado para os hóspedes estrangeiros.

Doinn: Super interessante! Que bom ouvir-vos falar! E que perspetivas têm para o futuro?
The City Concierge: Vemos de forma positiva as recentes notícias das diversas vacinas anunciadas e esperamos que na próxima Páscoa exista já um retorno a alguma forma de normalidade que nos permita o regresso das viagens e do turismo.

Sabemos que vai ser um processo gradual e eventualmente só em 2022 estaremos mais perto de um cenário pré-Covid, mas estamos confiantes que o regresso de alguma atividade seria o suficiente para potenciar a economia e o turismo para valores positivos.

Doinn: Cruzamos os dedos por esses valores positivos!

Por último, gostaria que nos falasse sobre a Doinn 😊, quais são os serviços que utiliza e quais as vantagens da plataforma?

The City Concierge: Atualmente usamos o serviço de desinfeção e limpeza para ajudar-nos parcialmente com as operações relacionadas com limpeza. A maior vantagem para o nosso caso é a flexibilidade de utilização do serviço, pois as nossas necessidades surgem por picos de trabalho.

Com a Doinn conseguimos facilmente manter em paralelo a nossa própria operação interna de limpeza em conjunto com a providenciada com a ajuda a Doinn.

Doinn: Estamos aqui para ajudar!

Obrigada de coração, por disponibilizar-nos estes minutos.

P.S. Se quiser aderir a esta iniciativa, teremos todo o gosto em dar-lhe visibilidade, tanto a nível nacional como internacional. Só precisa de preencher este formulário.